Mapa de agência da ONU mostra quantidade de reservas de carbono nos solos do mundo
Aquecimento global. As cidades que vão ficar debaixo de água até 2100
Imagem de menina a beber água de uma poça comove o mundo
Pelo direito à água encanada para 31 milhões de brasileiros

    Notícias

    08/01/2018
    Água líquida mais fria do mundo chega a -42 graus
    Por: APS

    A água nem sempre se congela quando a temperatura atinge zero grau Celsius. Sob certas condições, a água líquida pode ser "super-resfriada" a temperaturas inferiores a -40º C.

    Foi este fenômeno que ajudou a consertar alguns modelos climáticos do IPCC e permitiu demonstrar que o gelo na Antártica cresce de baixo para cima.

    No entanto, os cientistas ainda não sabem exatamente qual é a menor temperatura em que a água pode continuar em estado líquido.

    Agora, uma equipe alemã desenvolveu uma nova técnica para medir a temperatura de gotas de água de tamanho micrométrico, na qual a temperatura é medida em função dos diâmetros das gotículas.

    Isto permitiu observar a água líquida a até -42.55º C, a menor temperatura da água medida até hoje.

     

    Água super-resfriada

    Claudia Goy e seus colegas da Universidade de Frankfurt esguicharam um jato de água com gotículas de tamanho micrométrico em direção a uma câmara de vácuo.

    À medida que cada gotícula viajava, uma pequena porção do seu líquido evaporava, resfriando a porção restante e fazendo com que a gota encolhesse ligeiramente. Assim, o diâmetro de cada gota pode servir como uma medida da quantidade de resfriamento.

    A equipe monitorou os tamanhos das gotas com uma precisão de 10 nanômetros iluminando-as com um laser e medindo as posições dos picos de ressonância na luz dispersa. Os diâmetros foram então usados para calcular as temperaturas de cada gotícula.

    Gotas de água super-resfriada ocorrem naturalmente na atmosfera superior da Terra. Saber quando a água se congela e quando ela permanece líquido nessas baixas temperaturas pode melhorar a compreensão da formação do gelo atmosférico e ajudar os pesquisadores a desenvolverem modelos climáticos mais confiáveis.

    Bibliografia:
    Shrinking of Rapidly Evaporating Water Microdroplets Reveals their Extreme Supercooling
    Claudia Goy, Marco A. C. Potenza, Sebastian Dedera, Marilena Tomut, Emmanuel Guillerm, Anton Kalinin, Kay-Obbe Voss, Alexander Schottelius, Nikolaos Petridis, Alexey Prosvetov, Guzmán Tejeda, José M. Fernández, Christina Trautmann, Frédéric Caupin, Ulrich Glasmacher, Robert E. Grisenti
    Physical Review Letters
    Vol.: 120, 015501
    DOI: 10.1103/PhysRevLett.120.015501